Páginas

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Meu Natal na Casa Branca


Meu Natal na Casa Branca e...


Dezembro de 2007, exatamente no dia 26, Já havia sete meses que eu tinha ido morar com o meu filho nos EUA, na cidade de Fairfax, Virginia, há 40 minutos de Washington,DC. Apenas um túnel separava a cidade de FairFax da Capital, ou seja um estado do outro .

Naquele tempo antes do atentado, era reservada uma parte da White House à visitação. Então...Na época de Natal , um dia após, era aberta ao público para ver os enfeites . O presidente era o Bill Clinton, não o vi, mas vi os mais belos enfeites natalinos.Passei um frio na fila de espera, o meu filho e eu, ganhamos um cartão de Natal, assinado pelo o presidente. Antes passamos o maior frio na fila de espera, mas valeu à pena.

Quando retornamos ao nosso apto, surpresa...A neve caía, pela primeira vez eu a vi. Paramos para brincar, fizemos bonecos de neve, no banco do Mercado, fiz uma boneca ( Snow White ) sentadinha . Brincamos como crianças grandes, foi muito bom, divertido, sentíamos felizes com tanto acontecimentos naquela semana de Natal.
.Decoramos o apto com muitos enfeites ; árvore , presépio, chocolates finos, queijos, vinho...Antes fomos à missa do galo, um lindo coral cantava e encantava com cantigas tradicionais de Natal, voltamos, ceamos, abri os meus 23 presentes que havia embaixo da árvore (surpresa do meu filho).Chorei de emoção, era choro, lágrimas misturadas com sorriso. Foi mais que emocionante, tudo fotografado por ele, foi diferente, maravilhoso!!!! A princípio quando vi todos aqueles presentes, achei que seria para os amigos dele, mas não, tudo pra mim .

Entramos no apartamento naquela noite fria de inverno e de neve, meu filho acendeu a lareira, sem muita experiência com ela, convidou-me a colocar toda roupa molhada numa cadeira próximo ao calor do fogo,para secar rápido eram roupas que eu ganhei de presente e já em uso, molhada.... Ficamos curtindo o fogo, nos aquecendo...Eis que de repente aconteceu um acidente! A lenha mexeu-se de uma forma que espatifou brasas para todo lado, sapecou o carpete, queimou com vários furos as minhas roupas, meu chapéu de rainha, abri a boca à chorar. O meu filho me consolando, prometendo comprar tudo novamente, dizendo que “O pior era o carpete que ele teria que indenizar ao dono do apto”


Alguns dias após, ele teve que viajar eu fiquei só. Começou novamente a nevar... Era um domingo, acordei preparei-me toda, com roupas e calçado especiais para enfrentar a neve e o frio,.pois iria à missa. Só que ele me ensinou como caminhar na neve, mas não no gelo, quando ela derreteu virou gelo...Não deu outra, andava dos passos, escorregava, mais dois caía, foram quedas seguidas, até andar de quatro pés, andei e nada! Resultado, desisti de ir à missa.
Enfim, esse foi um dos mais diferentes natais que eu passei.

Um comentário:

Amapola disse...

Oi, só agora, consegui visitar esse blog. Quanta coisa bonita...
O episódio da Casa Branca foi hilário.
Feliz 2010!!!!

Copyright © 2011 Fazenda de poemas poesias e contos.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger