Páginas

quinta-feira, 1 de maio de 2014

MÃOS...

Mãos…

MãoS pedinteS...
Mão que afagou a terra,
Mãos  dilaceradas pelo o cultivo,
Mão que jogou a semente no solo,
Mãos que um dia já foram macias
Mãos sofridas dum ex trabalhador,
Mãos traçadas pelo destino,
Hoje pede a sua esmola.


Dora Duarte.

3 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e triste poema! beijos,chica

DoraDuarte disse...

Obrigado Chica pelo o seu comentário

Amara Mourige disse...

Dora,lindo poema!
Beijos
Amara

Copyright © 2011 Fazenda de poemas poesias e contos.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger