Páginas

terça-feira, 10 de julho de 2012

Amor distante


 
 Juntados os cacos, reconstruídos,

 Resistente as “tempestades “do tempo.


Poemas que eu fiz
Não tem como esquecer

Do nosso primeiro dia,

Primeiro instante

E já faz tantos anos...


Um conhecer sem ser ver

Um amar sem tocar

Um amor as vezes frágil, as vezes forte,

Uma vez derrubado,

Versos que eu dediquei

Mal-feitos, bem-feitos,

Ao tão declarado amor.


Amor que não se perde

Na distância  cruel.

Que o destino ignorou

Nosso sonhado encontro..

4 comentários:

Amara Mourige disse...

Dora, que lindo poema!
Bjs
Amara

Anne Lieri disse...

Dora,que belo encontro de amor nessa poesia!Bjs e meu carinho,

✿ chica disse...

Lindo,Dora e o blog assim também!!beijos praianos,chica

LUCONI disse...

Nossa Dora tão belo e nostálgico, adorei, beijos Luconi

Copyright © 2011 Fazenda de poemas poesias e contos.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger