Páginas

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Palavras soltas ao vento


Vento leve as minhas emoções
Minha imaginação alada.
Atravesse a rua...
Siga caminhos sinuosos...
Leve longe minhas palavras cheias de afeto.
Ecoe pela fresta duma janela
Onde através dela se esconde meu amor.
Se estiver dormindo,
Vento, sopre suavemente,
Apenas sussurre minhas palavras
Para o meu amor ouvir
Como um cantar alegre
Numa sinfonia romântica...
E ao despertar, pensar que foi um sonho.
Só tu oh vento, invade à distância
Vento traz de volta dê-me um sinal
Um sopro, assobio,
Emaranhe os meus cabelos,
Como resposta da tua missão cumprida.

Dora Duarte

3 comentários:

RECANTO DOS AUTORES disse...

Uma poesia muito linda de liberdade ao sabor do vento!Gostei muito!Bjs,

Malu disse...

Passando para desejar um excelente Dia das Mães!!
Que o domingo nasça em FLOR>>>
Abraços

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Dora.

Lindo poema, menina. Amei!!

Um grande abraço.
Fique com Deus.

Copyright © 2011 Fazenda de poemas poesias e contos.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger